BRAGA, A CIDADE DOS ARCEBISPOS.

Catorze anos depois voltei à famosa cidade dos Arcebispos - Braga. E desta vez tudo foi diferente, até porque a idade nos faz observar as coisas de outra forma. 

Numa manhã abençoada pelo São Pedro, começámos a nossa visita pela principal Avenida da cidade. A Avenida da Liberdade, onde está localizado o hotel ibis budget, adquire tanta relevância por ter sido através desta que Braga se desenvolveu. De seguida, foi possível conhecer o Theatro Circo (com quase 100 anos de existência), o famoso café "A Brasileira" e a única Torre de Menagem pertencente ao Castelo Medieval de Braga.

Avenida da Liberdade.
A Brasileira.
Torre de Menagem.
Continuando a deambular pelas ruas repletas de história, avistámos o Jardim de Santa Bárbara. Este jardim público evidencia uma beleza única, respirando romantismo. Posteriormente, seguimos em direcção à Câmara Municipal de Braga onde estava instalado um lindo mercado de flores.
Jardim de Sta. Bárbara.
Jardim de Sta. Bárbara.
Estátua de Sta. Bárbara presente na fonte do Jardim.
Câmara Municipal de Braga.
Mercado.
Encantados com a cidade, rumámos até ao Arco da Porta Nova onde iríamos conhecer a rua mais estreita da cidade: a Rua da Violinha. Conta a história que era paga uma taxa consoante a largura das habitações e, por isso, os habitantes reduziam ao máximo a área da fachada - que curioso!
Arco da Porta Nova.
Rua da Violinha.
Habitação bastante estreita.
Seguimos até um dos monumentos mais emblemáticos: a Sé de Braga.
Sé de Braga.
Continuámos a visita passando pela casa "Frigideiras do Cantinho" onde se confeccionam as afamadas "frigideiras", no entanto, e com muita pena minha, não foi possível provar tal iguaria - que ficará para uma próxima oportunidade, prometo!
Frigideiras do Cantinho.
Chegados à Igreja de Santa Cruz ficámos a conhecer mais uma lenda. Dizia a mesma que as mulheres que encontrassem os dois galos na fachada casariam em breve. Felizmente eu já estou casada, senão nem os galos me safavam!! Fiquei paralisada na fachada e quanto mais queria ver os benditos dos galos, menos os via - já vos aconteceu algo semelhante? Adiante.

A manhã culminou com a visita a Bom Jesus do Monte. O percurso até este santuário foi feito de autocarro, contudo, a subida final foi feita num elevador movido a água o que é sempre uma experiência única. Aqui, foi engraçado relembrar as fotografias que tirei com os meus pais há muitos anos atrás mas, nostalgias à parte, este monumento recorda a cada segundo o porquê de ser um dos Santuários mais famosos,  proporcionando, ainda, uma vista panorâmica sobre a cidade de Braga.








E com o cérebro a fervilhar de ideias, lendas e muita história, chegámos ao Restaurante Dona Júlia, que fica logo após o Santuário de Nossa Senhora do Sameiro. E aqui deixámos de ter o cérebro a fervilhar para dar lugar a um estômago que se ria a cada prato que chegava à mesa. Neste restaurante fomos contemplados com 7 (SETE!!) entradas deliciosas, 2 (DOIS!!) pratos principais, e várias sobremesas de babar onde provei as melhores fatias douradas de sempre!



De barriguinha bem cheia, mas ainda com espaço para degustarmos mais uma tradição, dirigimos-nos até à Casa das Bananas para saborear a popular combinação de Moscatel de Setúbal com Banana da Madeira. Parece estranho, mas até casam bem e a prova disso são os milhares de pessoas que se deslocam até esta casa para cumprir a tradição no dia 24 de Dezembro. 




Embora estivéssemos satisfeitos, era imperativo provar os gelados da Spirito. Esta casa é conhecida por produzir sabores novos 365 dias por ano.
Percebem agora o porquê de já não termos provado as frigideiras, correcto?


Gelado de maltesers e morango.
Que riqueza!
Mais tarde, o jantar foi servido no hotel Mercure e aí contámos com um delicioso bacalhau com broa. Não preciso de garantir que em Braga se come muito e muito bem, pois não?

O dia terminou então com a passagem por dois bares da cidade: o Estúdio 22 e o Barhaus. Este último cativou-me especialmente pelo ambiente e pela boa música. 

Finalizo este post com um especial agradecimento aos autores do blogues Homem Sem Blogue (e à sua estimada noiva) e And This is Reality pois contribuíram para um dia memorável na antiga cidade de Bracara Augusta. 
Etiquetas: , edit post
7 Responses
  1. Adoro ir a Braga e perder-me por lá :)


  2. Patrícia Says:

    Adoro essa zona do Norte! :)
    Braga, Gerês, Terras de Bouro... Ahhh que saudade!


  3. Que cidade bonitaaaaa!
    Fquei com vontade de visitar...

    http://www.missleote.com/


  4. Braga é uma cidade muito bonita!
    beijinhos
    http://direitoporlinhastortas-id.blogspot.pt/


  5. Inspired Says:

    Um magnífico tour por Braga! :)


  6. Til Says:

    Braga é uma cidade maravilhosaaaaaaaaaaaaaaa:)


  7. estive 4 meses a vivier em Braga e não sabia metade do que contaste, sem dúvida é uma cidade antiga e com imensa história e lendas tradicionais,,estive há cerca de 2 anos lá quando fazem a feira medieval"Braga Romana" é muito giro e original conheces??
    gostei do teu blog, queres seguir o meu,?? ficava muito contente por partilhares tua opinião nos meus posts!!
    beijinhos:)
    http://belezademulheremae.blogspot.pt


Enviar um comentário

Blogger Templates